Carro novo ou usado?

  • Facebook
  • Google plus
  • Twitter
  • LinkedIn

É grande o número de consumidores que tem dúvidas sobre adquirir um carro novo ou usado.

Apesar de cada um ter vantagens e desvantagens, a decisão final sempre vai depender dos objetivos e expectativas de cada um.

Mas nós da Copa 190 queremos te ajudar apresentando alguns pontos para você decidir.

Bom, o primeiro grande mito que precisamos derrubar é de que comprar carro zero é mais assertivo, porque não dará problemas. Mas não é bem assim.

Muitas pessoas acabam tendo problemas com o carro novo, agora se é uma questão de azar, não tem como saber. Marca, modelo, características do motor, desempenho… São muitos os fatores que o consumidor precisa levar em consideração na hora da compra para não ter problemas futuros.

E toda essa atenção e cuidado precisa ocorrer tanto na hora de comprar um carro novo ou usado, e isso você pode conseguir através de muita pesquisa e diálogo.

Quanto você tem para investir?

Essa precisa ser a sua primeira reflexão, porque é com base nessa quantia que você poderá traçar um plano para poder realizar esse sonho que é ter um automóvel.

Se a ideia é não assumir dívidas, e se você tem um valor razoável para poder comprar à vista, adquirir um carro seminovo ou usado pode ser uma excelente alternativa.

Quando se decide pelo usado, a atenção precisa ser redobrada para avaliar todo o automóvel: quilometragem, pneus, freios, pintura, motor, estado do carro por dentro e por fora, e por aí vai.

Um carro seminovo, por exemplo, geralmente está com a quilometragem abaixo dos 30 mil km, sendo que alguns ainda apresentam garantia. Um carro nessas condições pode ser bastante vantajoso para quem quer algo mais econômico e sem grandes luxos.

Mercado retraído

Com o país em crise, o cenário para quem quer comprar carro novo não é dos melhores. Para se ter uma ideia, o financiamento de veículos no Brasil caiu em 12,4% em 2016. Já é o quinto ano consecutivo que o mercado apresenta queda nas vendas de carros novos.

Com o mercado retraído, a venda de automóveis usados aumentou, porque os riscos acabam sendo menores. Carros entre 9 e 12 anos de uso, por exemplo, registraram em 2016 um aumento de 16,3% se comparado ao ano anterior.

O que levar em conta?

Cheirinho de novo, prazer em dirigir um carro nunca antes usado, maior confiança, melhora no valor de revenda, garantia… Esses, de fato, são alguns dos benefícios de comprar um carro novo.

Tem gente que não suporta a ideia de dirigir um carro usado, cheio de histórias e pequenos probleminhas. Então, é preciso levar tudo isso em conta.

Um carro novo no valor de 30 mil reais, por exemplo, vem com outras contas que você precisa colocar no papel, como IPVA, combustível, manutenção, estacionamento, entre outros cuidados necessários.

Com esses custos adicionais, o valor total de um veículo pode chegar até 17 mil reais por ano. É bastante coisa, não é mesmo? E um detalhe importante que muitos esquecem é que o carro já perde aproximadamente 20% do valor somente por sair da concessionária.

Independentemente de a sua escolha ser um carro novo ou usado, uma das primeiras medidas é proteger o seu veículo, e para quem quer economizar, uma dica perfeita é se associar a uma cooperativa automotiva.

O serviço de proteção veicular, cada vez mais popular no Brasil, tem representado uma economia de até 70% em relação ao seguro tradicional. Através de um sistema de rateio, os associados que se filiam a uma cooperativa automotiva contam com proteção contra roubo, furto, colisão, incêndio, serviço de assistência 24 horas, entre outros.

E você, já tomou a decisão se vai comprar um carro novo ou usado?

Deixe um comentário

Entre em contato

(31) 2567-7210

Atendimento ao cooperado

Tire suas dúvidas

Acesse agora
Share This